Terça-feira, 15 de Setembro de 2009

Patrick Swayze

Sem palavras...

 

  

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=yfg97-5uhFQ 

 

1952 - 2009

 

sinto-me:
tags:

publicado por LuisM às 11:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 23 de Maio de 2008

Indiana Jones e a Caveira de Cristal

A acção do filme tem início no mesmo local onde terminou o primeiro, no armazém onde os militares americanos guardam centenas de caixas com conteúdo ultra-secreto. É nesse local que soldados russos (fardados de americanos) obrigam Indiana Jones a dizer onde se encontra uma caixa proveniente de Roswell. É mais um filme onde um ditador procura ter acesso a um artefacto com poderes ocultos para dominar o mundo, desta vez é Estaline. É interessante ver, no final da sequência do armazém, uma caixa semi-destruída e no seu interior a Arca da Aliança, do primeiro filme.

 

 

Há muito tempo que aguardava este novo filme do Indiana Jones e, de uma maneira geral, não desiludiu. Estava um bocado preocupado por causa dos comentários negativos no site IMDB e em outros forums mas não o achei assim tão mau como o pintavam. É verdade que está muito longe de chegar à qualidade do primeiro filme, pareceu-me que neste abusaram do CGI e de cenas de acção demasiado exageradas e por vezes pouco realistas.

O principal problema foi terem escrito cenas de acção onde o Indiana Jones perde o estatuto de homem e passa a ser um super-herói... e também em relação à continuidade. No final da cena inicial, no armazém, Indiana Jones passa a figurar na lista de suspeitos do FBI como suspeito de ajudar os soviéticos e chega a ser afastado da Universidade.  Mas no final do filme ele regressa como herói e passsa a ser vice-reitor. Como é que isto acontece? Os agentes do FBI viram o final do filme e ele foi absolvido? Quem conhece minimamente a história americana deste período sabe quem foi o Senador McCarthy e a quantidade de pessoas que viram as vidas destruídas por causa da caça aos comunistas.

Já agora, a cena de acção final do filme é igualzinho ao X-Files The Movie

 

Já sabemos que o Indiana Jones tem o dom de escapar das situações mais difíceis mas os escritores exageraram desta vez: Indiana vai parar a uma zona de testes nucleares a escassos segundos de uma explosão. E o que é que ele faz? Esconde-se no único sítio capaz de o proteger de uma exposão nuclear, dentro de um frigorífico. A força da explosão destrói completamente toda a zona mas a imagem que se vê é o frigorífico a ser levado pelos ares e a cair a centenas de metros. Indiana Jones sai de dentro do frigorífico sem grandes ferimentos e fica a observar a núvem que se eleva. Esta cena tira credibilidade a qualquer filme.

Outro ponto negativo é a tradução para português. É natural que algumas expressões em inglês não tenham uma tradução fácil mas não foi só isso que reparei.

Numa cena, Indiana diz: "Drop dead" e a tradução foi "Vai dar sangue". 

A personagem de Cate Blanchet está a falar com  Indiana Jones e diz que quando tiverem o controlo do artefacto podem dominar psicologicamente os inimigos. Ela usa várias expressões como "your leaders", "your soldiers" ou "your people" e a na legendagem aparece sempre "nossos líderes", "nossos soldados" ou "nosso povo". Muito mau o trabalho de legendagem.

 

tags:

publicado por LuisM às 22:07
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 12 de Novembro de 2007

Die Hard 4.0

Quem me conhece bem sabe que eu não faço muito sentido. Um bom exemplo desta minha incoerência é o cinema. Adoro cinema, costumo comprar filmes como muitas pessoas compram cigarros, é um vício. No entanto, é raro ir ao cinema. Penso que o útimo filme que fui ver ao cinema foi o terceiro filme da Guerra das Estrelas. E deixei de ir ao cinema porque me irrita ouvir o mastigar das pipocas, o cheiro delas, o ruído das pessoas a chupar as palhinhas (isto não tem nenhum segundo sentido ;) ), os comentários idiotas de um grupo de putos, as conversas paralelas, os telemóveis a tocar, gente a tossir, a assoar-se... Chamem-me conservador, mas gosto de ver um filme sem tudo isto no meio. E neste momento o único local onde posso ver um filme sem me chatear é mesmo em casa. Podem dizer que um cinema sem pipocas é o mesmo que um jogo de futebol sem os erros do árbitro, que faz parte do ritual, desculpem lá mas eu não alinho nisso.

E esta conversa toda é apenas para dizer que hoje fui ao clube de video buscar  o filme Die Hard 4.0 (Live Free or Die hard). Acreditem ou não ainda não o tinha visto, apesar de já ter tido acesso à versão divx. Posso não ir ao cinema, mas, como amante desta arte, recuso-me a ver filmes como este nesta versão.

O dvd de hoje trouxe-me uma boa surpresa,  foi um video que aparece nos extras, de uma banda chamada Guyz Nite e que eu nunca tinha ouvido falar.

O video é este que se segue. Reparem na letra, que conta a história dos quatro filmes, e no grande som desta banda. Já ouvi algumas músicas deles e fiquei impressionado.

 

Quanto ao filme ele é, ironicamente, aquilo que nos US se chama de "Popcorn Movie".

A história não me parece muito credível, especialmente quando um grupo de pseudo-terroristas faz o que quer num país como os Estados Unidos e apenas uma pessoa consegue fazer-lhes frente. Mas as cenas de acção estão bastante criativas. Criativas até demais, quando entra em acção um caça F-35 que, para mim, foi demasiado exagerado mas que teve grandes cenas.

Mas atenção, não é uma crítica a este género de filmes. Quando vou ver um filme como este já sei que ele assenta numa grande panóplia de efeitos especiais e costumo entrar na onda, afinal de contas é apenas entretenimento. E eu gosto de ver filmes assim.

O Assalto ao Arranha-Céus é um dos melhores filmes de acção e, como tal, fica em primeiro e destacadissimo na quadralogia da série. Este talvez fique em segundo devido ao ritmo constante na acção, mas tinha tudo para ser muito melhor.

 

 

Estava agora a ver as capas dos  três primeiros filmes e lembrei-me agora de voltar a falar da DVDGO. Tem o inconveniente das capas estarem com os títulos em espanhol, como se vê nas capas dos Die Hard 1 e 3 mas o preço compensa, especialmente quando se compra mais do que um filme por causa do preço dos portes de envio.

 

 

 

 


publicado por LuisM às 21:32
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007

Cloverfield

Este é o  título provisório do novo filme de J.J.Abrams, o criador de Lost. Um pequeno teaser passou pela primeira vez na estreia do filme Transformers.  Pelo pouco que se sabe parece que o filme  mostra a perspectiva de um grupo de amigos perante um ataque de um monstro a NY. Não existem mais informações. 

 

O filme estreia a 18 de Janeiro de 2008 e este deverá ser o poster oficial do filme:

 

 

 

 

 

 

tags:

publicado por LuisM às 14:06
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 1 de Agosto de 2007

Jennifer Connelly

Tenho acompanhado a carreira da Jennifer prácticamente desde o início. Já vi todos os filmes dela e tenho-os  quase todos cá em casa, a maioria deles foram comprados pela internet porque cá em Portugal não se encontram filmes como The Hot Spot, Career Oportunities, Étoile, The Art of Justice,ou o fabuloso Requiem for a Dream, etc...

Este post  vem a propósito de um comentário do Nuno Markl a respeito do filme Labyrinth.

É que um ano antes de fazer esse filme ela tinha feito o Phenomena, do realizador Dario Argento. Foi justamente este o primeiro filme que vi dela e fiquei apaixonado.  O filme conta a história de Jennifer Corvino que descobre um poder extraordinário. Tem um estranho poder sobre os insectos. Esse poder vai ser bastante útil quando é transferida para um colégio interno onde ocorrem uma série de crimes. 

 

 

Entretanto, há uns anos atrás (por alturas do filme "Uma Mente Brilhante"), algo aconteceu com ela. Perdeu bastante peso e perdeu completamente a figura que tinha  e que a celebrizou em filmes como Hot Spot ou Rocketeer.  Curiosamente foi nessa fase que venceu o oscar, globo de ouro e outros prémios há muito merecidos.

Ela entrou ainda num dos melhores filmes de ficção científica de sempre: Dark City, de Alex Proyas, o mesmo que fez o Corvo e consta que vai fazer o Silver Surfer, a estrear em 2009.

 

A Jennifer é casada com Paul Bettany, o actor que fez  Wimbledon, O Código Da Vinci (Silas), Uma Mente Brilhante, Master and Commander ou A Knight´s Tale.

 

 

 

 

tags:

publicado por LuisM às 23:07
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 18 de Julho de 2007

Trailers dos Filmes que falei

SAY ANYTHING

THE BREAKFAST CLUB

ELIZABETHTOWN

HIGH FIDELITY

SINGLES
tags:

publicado por LuisM às 23:20
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 17 de Julho de 2007

Filmes da minha Vida...

Hoje estive a falar com a Joana a propósito de um filme chamado Elizabethtown e acabei por recordar alguns filmes que vi e que nunca mais esqueci. Aqui ficam as imagens e alguns comentários.



Se tivesse que fazer uma lista com os 10 melhores filmes de sempre este estava lá de certeza absoluta.
Cinco jovens estudantes são obrigados a passar um dia de sábado na escola, de castigo, juntos. As suas diferentes personalidades entram em conflito, inicialmente, mas a pouco e pouco vão-se conhecendo melhor e acabam por partilhar uns com os outros os seus medos, segredos e emoções. A música dos Simple Minds "Don't You (Forget About Me)" ficará para sempre associada a este filme. E quando ouvimos esta música no final do filme não podemos deixar de pensar se eles vão continuar amigos no dia seguinte.




Alta Fidelidade aborda a crise de Rob (John Cusack), um jovem de trinta e poucos anos que é dono de uma loja de discos e que tem medo de assumir um compromisso com a sua namorada. Quando ela o deixa para ir viver com outro homem, Rob elabora uma lista com o top 5 de relações fracassadas e decide procurar as suas ex-namoradas para perceber o que correu mal e onde falhou. John Cusack, um dos meus actores preferidos tem aqui uma actuação fantástica.



Os próximos 3 filmes foram realizados por um senhor chamado Cameron Crowe:




O mais antigo é este "Say Anything", uma excelente comédia romântica típica dos anos 80. A forma como a relação de Lloyd e Diane nos é contada por Cameron Crowe é bastante simples e é isso que torna este filme inesquecivel.



Um grupo de amigos que vive no mesmo complexo de apartamentos em Seattle partilha amizade, amor e sonha com o sucesso profissional. Este realizador tem o dom de pegar em momentos simples e banais com que qualquer pessoa se identifica e transformar esse momento num momento inesquecível. Lembra-se do Jerry Mcguire e a cena do "Show me the Money"? Ou no "Almost Famous", quando viajam no autocarro da banda e cantam todos juntos "Tiny Dancer"?



Elizabethtown é um dos melhores filmes que vi nos últimos tempos. Conta a história de Drew, um designer de calçado que causa um prejuízo de 1 bilão de dólares na sua empresa, quando projecta um novo modelo de ténis que é um fracasso. Depois de ser despedido decide suicidar-se, utilizando uma faca e uma bicicleta de ginástica. Quando está prestes a concretizar o seu plano recebe um telefonema da irmã que o informa da morte do pai. Abalado com os acontecimentos recentes, Drew vai então para Elizabethtown para tratar do funeral. Durante a viagem de avião conhece Claire, uma assistente de bordo com uma visão muito positiva da vida. O que se segue depois é uma obra de arte.
tags:

publicado por LuisM às 22:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

Black Hawk Down em Blu-Ray

Comprei hoje o filme Black Hawk Down em formato Blu-Ray para ver na PS3.
Pensei que já nada me surpreendia, mas a qualidade da imagem e do som é incrível. É preciso não esquecer que este filme não utiliza efeitos CGI, a imagem que vemos é mesmo real, com ruas repletas de destroços, areia, fumo, etc (é claro que um filme como a Guerra das Estrelas, neste formato, deve ser muito mais impressionante). Posso mesmo dizer que foi a primeira vez que vi um filme de guerra e tive a sensação de estar no meio da acção.
Por alguma razão se chama Alta Definição.
tags:

publicado por LuisM às 20:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 19 de Junho de 2007

Os últimos filmes que vi...





Não sou crítico de cinema, nem quero ser, por isso não vou aprofundar muito a análise destes cinco filmes.
A Quadrilha Selvagem (The Wild Bunch), de Sam Peckinpah, é um clássico dos westerns. Este é, possivelmente, o melhor western alguma vez feito. É claro que os fãs de Sergio Leone ou de Howard Hawks podem não concordar, mas este blog é meu e aqui o que conta são as minhas opiniões ;p.
Resumindo, este filme conta a história de um grupo de bandidos já com alguma idade que procuram um último golpe numa altura em que o velho oeste sofre os efeitos do progresso (a acção do filme está centrada em 1914, meses antes do início da 1ª Guerra Mundial). Já está nos clubes de video a ediçao especial com dois cd´s, vale a pena ver.
Scoop é o novo filme de Woody Allen e é mais um bom filme deste senhor. Só é pena que a versão que aluguei no clube de video não tenha o áudio ingês 5.1. Nos dias de hoje não faz sentido alugar filmes apenas com áudio em 2 canais.
Bandeiras dos Nossos Pais e Cartas de Iwo Jima: Em comum nestes dois filmes está a ilha de Iwo Jima e a sangrenta batalha que opôs americanos e japoneses. Não há muito a dizer sobre os filmes. São uma pequena obra de arte do cinema, mais um grande momento de cinema proporcionado por Clint Eastwood, desta vez novamente como realizador.
O Marine consegue ser dos piores filmes que alguma vez entraram no meu leitor de dvd´s. Nem vale a pena falar do filme, das más interpretações, do mau argumento. A única pessoa que teve uma prestação positiva neste filme foi o gajo que estava encarregue de fazer rebentar os engenhos pirotécnicos. E acreditem que há muita explosão neste filme. Aliás, eu nem sabia que um carro a raspar em madeira provocava tantas explosões... O actor principal, se podemos chamar aquilo de actor, consegue voar mais alto e mais depressa que o super-homem quando é apanhado nessas explosões, mas não aparece chamuscado. Há uma cena em que ele vai a correr e um bandido lhe espeta com um extintor em cheio na cara. Não é que o gajo se levanta pouco depois sem uma única marca?! Que treta de filme.
E ainda tentam ter piada: O chefe dos bandidos é o actor Robert Patrick (o mesmo que fez de exterminador no T2) e há uma cena em que estão a ser perseguidos pelo John Cena. O carro do John já levou com tantas balas que parece um queijo suiço, mas continua atrás deles. E há um bandido que se vira para o chefe e diz: "Este gajo parece o exterminador". E depois focam a câmara no olhar do Robert Patrick como a dizer: "Já viram como este comentário tem piada? Eu é que fiz de Exterminador..."

Ah, e agora vou ver o filme "Um Trunfo na Manga" - Smokin´Aces. Dizem que é bom, depois digo
tags:

publicado por LuisM às 23:13
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 29 de Maio de 2007

Zelig

Um dos filmes mais interessantes de Woody Allen é Zelig. Este filme de 1983 foi filmado como se fosse um documentário e centra-se na vida de Leonard Zelig, um homem capaz de mudar de aparência e atitudes quando está perto de determinada pessoa (quando está junto de um chinês as suas feições tornam-se as de um chinês, ao pé de um judeu cresce-lhe a barba e assume a postura religiosa de um judeu, junto de uma pessoa obesa ele próprio começa a engordar), tornando-o conhecido como o homem camaleão. Aquilo que poderia ser um filme a falar de um super-herói desenvolve para aquilo que Woody Allen mais gosta, a psicanálise. Durante o “documentário”, a psicoanalista Eudora Fletcher (Mia Farrow) vai relatando o seu trabalho com Leonard Zelig. Mais tarde, descobre que Zelig sofre de um caso raro de insegurança que o leva a misturar-se (mudando fisicamente e mentalmente) com as pessoas, na esperança de não ser rejeitado. Durante o filme, Zelig aparece em inúmeras situações e momentos da história, quer seja junto a Hitler ou Kennedy, utilizando uma técnica de filmagem que voltou a ser usada mais tarde em Forrest Gump.



Leonard Zelig: And to the, to the gentleman who's appendix I took out, I...I'm, I don't know what to say, if it's any consolation I... I may still have it somewhere around the house.

Narrador: The Ku Klux Klan, who saw Zelig as a Jew, that could turn himself into a Negro and an Indian, saw him as a triple threat.

Leonard Zelig: I worked with Freud in Vienna. We broke over the concept of penis envy. Freud felt that it should be limited to women.

publicado por LuisM às 20:55
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

RAMBO 4

John Rambo está de volta. Mais velho e, a julgar pelas imagens, mais violento. Pelo que podemos ver neste trailer os outros três filmes foram muito softcore.

tags:

publicado por LuisM às 00:06
link do post | comentar | favorito
Sábado, 28 de Abril de 2007

The Covenant - O Pacto

Em 1692, na colónia de Ipswich, Massachusetts, cinco famílias fazem um pacto de silêncio de forma a esconder as capacidades dos seus membros. Uma das familias, ansiando por mais poder é banida e a sua linhagem desaparece sem deixar traços. 315 anos depois, quatro jovens descendentes dessas famílias frequentam a Academia Spencer. Estes jovens nasceram com poderes especiais. No entanto, estes poderes são viciantes. Se forem usados inconscientemente e em excesso, os efeitos traduzem-se num envelhecimento precoce. O quinto "filho de Ipswich" aparece inesperadamente e tem planos para destruir os outros quatro, aumentando assim os seus próprios poderes.
Este filme não tem actores conhecidos mas os produtores são os mesmos de Underworld e o realizador é o conhecido Renny Harlin. É um filme que cumpre a sua função, que é entreter, sem ser um filme espectacular. Se gostam do género sobrenatural, acção e thriller vejam-no.

tags:

publicado por LuisM às 23:34
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
online

.Patrick Swayze

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Últimos Posts

. Patrick Swayze

. Indiana Jones e a Caveira...

. Die Hard 4.0

. Cloverfield

. Jennifer Connelly

. Trailers dos Filmes que f...

. Filmes da minha Vida...

. Black Hawk Down em Blu-Ra...

. Os últimos filmes que vi....

. Zelig

.Links

badge

.Arquivo

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.subscrever feeds

.Previsão do Tempo:

.mais sobre mim

badge
blogs SAPO