Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

Greve dos Argumentistas Americanos

A greve dos argumentistas americanos já dura há dois meses e ainda não há uma solução para as suas exigências. Eles pretendem, e muito justamente, receber uma percentagem pelos seus trabalhos que são vendidos em dvd ou através da Internet.

Os efeitos da greve ainda não são muito visíveis porque os episódios que passam agora na TV já estão gravados há algum tempo. O problema vai ser no início do ano, pois as gravações têm estado paradas e os episódios de reserva estão a acabar.  Diz-se mesmo que a CBS e a NBC vão investir em "reality shows" para minimizar os estragos, pois esse tipo de programa é barato e dá audiências. No fundo, vão portugalizar as audiências.

Quem tem tido problemas são os programas de Jay Leno e Conan O´Brien, que estão parados. Estes programas dependem de muito material que é escrito acerca de acontecimentos diários.

Esta greve não deverá afectar o cinema. As informações dos estúdios indicam que, até 2009, o programa de gravações já está completo.

Ao contrário do que se passa por cá, em alturas de greve, os argumentistas têm estado na rua, em frente aos estúdios, com piquetes formados. Vários actores costumam juntar-se a eles sempre que podem para mostrar o seu apoio.

 

No entanto, li no DN que os argumentistas portugueses resolveram mostrar o seu apoio de uma forma clara e que sensibilizou os americanos. O que fez a APAD?

"todos os seus associados e amigos, e os guionistas portugueses em geral a pousarem as canetas e fecharem os processos de texto entre as 12.00 e as 13.00". "Vamos aproveitar essa hora de reflexão para deixar mensagens de apoio e solidariedade nos sites da Writers Guild of America e no site oficial da greve"

E o que fizeram eles nessa hora em que pousaram as canetas e desligaram os editores de texto? O mais certo foi terem ido almoçar uma hora mais cedo e nesse dia foi  uma festa porque tiveram duas horas de almoço.

Mas o mais interessante é o que a APAD diz de seguida e mostra a esperteza dos portugueses:

"esta batalha abre caminho para que, num futuro próximo, os argumentistas portugueses de televisão e cinema possam ver reconhecidos os seus direitos, e justamente recompensadas as suas contribuições, enquanto autores primeiros das obras audiovisuais".

Portanto, os americanos é que estão a dar a cara e o corpo numa greve que dura há dois meses e os portugueses já estão a pensar que "sim, senhor, já demos o nosso contributo para esta luta, saímos uma hora mais cedo para ir almoçar no outro dia, agora também queremos os mesmos direitos".

Por seu lado, os argumentistas americanos estão bastante impressionados com a atitude portuguesa e têm inveja por não serem como nós, que sacrificamos uma hora de trabalho por uma causa.

Um dos argumentistas da série "Prison Break" chegou mesmo a dizer numa entrevista, emocionado:  "O apoio dos portugueses foi uma inspiração. Quando precisarem vou pousar a minha caneta por eles."

 

 


publicado por LuisM às 15:19
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De Anónimo a 24 de Dezembro de 2007 às 20:10
Isto está a tornar-se repetitivo, ms realmente não posso deixar de assinalar mais um raciocínio completamente absurdo. O facto de os argumentistas portugueses terem parado uma hora é, como é óbvio para toda a gente menos para o Luís, um gesto simbólico. Não é uma greve. Por isso, os argumentistas que tiverem aproveitado para, como diz o Luís na sua costumeira sanha persecutória, ir almoçar durante duas horas em vez de uma (criminosos!), tiveram de ficar a escrever mais uma hora no fim do dia, evidentemente. Quem não está em greve, se pára de trabalhar durante uma hora, tem de ficar a trabalhar mais uma hora. Isto partindo da premissa, já de si estúpida, de que os argumentistas trabalham das 9 às 5, como os funcionários públicos. Julgo que basta ler o blog do Markl e outros para perceber que não é uma profissão com horários fixos. Mas para isso seria necessário alguma capacidade de discernimento.


De LuisM a 28 de Dezembro de 2007 às 15:01
Os argumentistas não têm horários fixos de trabalho? Malandro!! Com essa não contava...


De Anónimo a 25 de Dezembro de 2007 às 15:53
Sinceramente, este post não tem lógica nenhuma. Se os argumentistas portugueses obedecem à APAD, então porque é que só obedecem até meio? Se páram uma hora, como a APAD manda, porque é que não fazem o resto que a APAD manda, em vez de irem almoçar? Em que é que se baseia para dizer que a hora de paragem foi usada para ir almoçar mais cedo?
Além disso, julgo que a esmagadora maioria dos argumentistas portugueses, se não forem todos, são free lancers, pelo que a hora de paragem faz-se à custa deles e de mais ninguém.


De LuisM a 28 de Dezembro de 2007 às 15:14
E lá estão a dar com a hora de almoço... na próxima acção simbólica dos argumentistas eu digo que foram fumar para a varanda, pode ser?


De celia morais a 26 de Dezembro de 2007 às 22:39
não estou a ver, assim de repente, o markl a ir todo contente almoçar durante duas horas porque a apad o deixa. e se for, o problema é dele. julgo que o regime laboral dos argumentistas não é bem igual ao dos empregados de escritório. pelo menos o markl está sempre a falar em noitadas. se quiser passar cinco horas a almoçar, deve poder,e a apad não tem nada com isso..........


De LuisM a 28 de Dezembro de 2007 às 15:12
Celia, sei muito bem como é a vida de argumentista. E também acompanho o blog do Markl, também sei o quanto ele trabalha. A questão do almoço foi uma piada, da mesma maneira que podia ter dito que eles tinham aproveitado essa hora para ir fazer compras de Natal, passear, etc...
Para mim, a questão é quando a APAD diz:
"esta batalha abre caminho para que, num futuro próximo, os argumentistas portugueses de televisão e cinema possam ver reconhecidos os seus direitos, e justamente recompensadas as suas contribuições"
É que comentaram todos a questão do almoço alargado e ninguém fala sobre esta declaração.


De Anónimo a 29 de Dezembro de 2007 às 20:11
Bom, se calhar é outra vez a brincar, mas aquilo a que tu chamas "a ideia" do post é ainda mais ridícula do que a recriminação pela acção simbólica. Os argumentistas portugueses nem sindicato têm. Basta reparar na sigla da APAD para se perceber isso: é uma associação. Um organismo ainda incipiente de uma classe que é, ela própria, ainda mais incipiente, formada por free lancers sem qualquer vínculo contratual, posto de trabalho, reforma assegurada, etc. Se já é difícil um trabalhador fazer valer os seus direitos estando empregado e sindicalizado, imagine-se o que acontece com os trabalhadores independentes. É óbvio que boa parte, se não todos, os direitos que têm são produto do que os argumentistas estrangeiros, especialmente os americanos, conseguiram obter. O que é válido, aliás, para a generalidade das profissões. Não é preciso ser nenhum génio para perceber que, desde a revolução industrial, são os direitos laborais dos trabalhadores das grandes potências que determinam os dos outros. Primeiro têm eles, depois temos nós. Estar a fazer pouco de meia dúzia de profissionais sem organização sindical que os defenda só porque desejam ter os mesmos direitos dos outros, é um bocado estúpido. Chamar a isso "uma ideia", então, nem tem qualificativo possível.


De LuisM a 30 de Dezembro de 2007 às 13:20
A ideia do post é que, na generalidade, os portugueses não se esforçam nem lutam para melhorar as suas condições, preferindo viver num estado aparente de país de topo da Europa.
A APAD é uma associação mas ao organizar esta acção simbólica parece estar ter organização e funções de um sindicato, ao dirigir-se aos argumentistas. Além disso, como os Gato fedorento diziam , tem personalidade jurídica, que visa defender os interesses dos seus associados.
Em relação aos direitos laborais dos trabalhadores dos outros países isso é muito polémico. Basta ver o exemplo do nascimento de um filho e ver a diferença de direitos que existe entre o nosso país e os outros.
Não vale a pena lutar por melhorar essas condições porque somos mais pequenos e os trabalhadores não têm poder? Ok
É curioso que digas que eu "fiz pouco de meia dúzia de profissionais", quando o trabalho desses profissionais é escrever textos de comédia (ou dramáticos) onde "fazem pouco" de pessoas, situações, etc.
LOL, devias organizar uma associação para acabar com as opiniões das outras pessoas. Ah, esquece, já inventaram isso há uns anos e chamaram fascismo... ;)

ps: quando vires um humorista que pertença à APAD a usar um texto que escreveu sobre um deficiente, por exemplo, devias mandar uma carta ou mail à APAD por um associado seu estar a fazer pouco de um deficiente.


De LuisM a 28 de Dezembro de 2007 às 14:53
Fico contente por ver que existem pessoas que levam o que eu escrevo assim tão a sério, especialmente este post. A sério, obrigado por isso. Eu conheço muito bem a vida de argumentista e a sua flexibilidade de horários (e falaram no Nuno Markl que é um bom exemplo disso) não precisam de vir explicar. Assim como também sei muito bem que o gesto de parar durante uma hora foi simbólico, mesmo assim, obrigado pela informação.
Todos comentam sobre a boca à "hora de almoço" que escrevi mas ninguém fala sobre a ideia, que está bem evidente no post, é pena.


De LuisM a 28 de Dezembro de 2007 às 16:02
LOL, nem de propósito. Fui procurar alguns posts sobre este assunto e encontrei este:

http://www.oesteonline.pt/noticias/noticia.asp?nid=17846

Vá, agora vão lá também chatear o homem por ter comentado sobre a hora de almoço...


Comentar post

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Últimos Posts

. Maitê Proença pede descul...

. Patrick Swayze

. Pedido Especial

. Para o Dia dos Namorados

. PORT

. Feliz Natal

. Gogol Bordello

. NDRIVE S300

. E agora a Cultura...

. Aprendam...

.Links

.Arquivo

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.subscrever feeds

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

SAPO Blogs
Em destaque no SAPO Blogs
pub